A VIAGEM DE MIM MESMA (por Renata, do Conversa de Beleza)




Poucas, senão algumas de nossas colegas do mundo maquiagístico, conseguem compreender a força e a complexidade que resiste em pequenos atos como o pincelar de cores na face. Quem é que entende o poder que estes pincéis e produtos nos dão? O poder de, em minutos, mudar de aparência, mudar de veste, de máscara, de imagem. E poder, com a mesma rapidez, voltar ao início de tudo?

Quem consegue ir além da aparente vaidade que reside em colorir e corrigir a face – e compreender que esta “vaidade” exige e possibilita um (re)conhecimento ímpar das próprias feições?  Um olhar apurado que viaja pela linha dos olhos, dobra na curva dos lábios, percorre o relevo da face, a proeminência dos malares?

Quantas mulheres perscrutam e decifram, diariamente, seu próprio rosto? Quantas pessoas que se aventuram na jornada bruta e desafiadora de buscar, acima de tudo, a harmonia e a perfeição? Quem adivinha que, ali no meio da estrada, ali no fracasso da labuta é que nós, aventureiras, percebemos outros caminhos - caminhos que se oferecem no que parece ser o deserto de nós mesmas? Quem é que compreende que, por trás da maquiagem e da busca frenética, existe um reencontro, um reconhecimento e, enfim, a paz?

É assim que acontece comigo, deve ser assim que acontece também com vocês. Aconteceu há alguns anos, ontem, acontece hoje e certamente amanhã também. E será ainda mais freqüente com o passar dos anos, conforme meu rosto vai perdendo sua firmeza e seus contornos, conforme o tempo avança e desenha linhas, escreve impiedosa, mas lindamente!, minha própria história em meu rosto. É assim que se dá principalmente quando eu busco corrigir meus “defeitos”. É assim que se dá quando eu falho, ou quando eu percebo que, por trás da destreza dos pincéis, meus defeitos resistem. E é então que nós – eu, minha obsessão e meu fracasso – fazemos as pazes, em perfeita comunhão. É então que, cônscia das peculiaridades que se somam, resulto eu, única, falha, mulher, humana. E plena.

Mesmo tendo vivido longos anos mascarando de preto minhas pestanas douradas, quem sou eu, ao fim do dia e depois do banho, senão uma mulher de cabelos de fogo, olhos amarelos e pestanas – sim – douradas? Ah!, foi preciso mais que o espelho, foi necessário não a multitude das vozes diversas, vozes repetidas que eu nunca ouvi. Mas, inesperadamente, uma dessas vozes fala ao coração, já repararam? Que há sim uma que voz fala direto no nosso coração – e ela é tão clara e tão nítida, ela é tão poderosa que é impossível que se faça calar, é impossível que se ignore. Quando aquela voz falou, eu finalmente fiz as pazes com minhas pobres pestanas - nós finalmente entramos em comunhão.

E, pasmem! Foi a partir daquele momento que eu encontrei as melhores máscaras, as melhores soluções para meus cílios louros e curtos. Foi quando eu pude prescindir da máscara, foi quando eu pude me libertar da escravidão que eu bestamente me impus. Sim, foi ali que comecei a gostar mais das máscaras, foi ali que eu mais valorizei o poder do rímel. Simplesmente por poder prescindir dele.  Ou, talvez não tão simplesmente assim, eu passei a me amar mais, eu conquistei a sabedoria de conseguir me perdoar por não ser perfeita. E quem decidiu, afinal de contas, que ser perfeito é ter cílios longos e escuros?

Quando, no meio da cruzada em busca da tal da perfeição, fazemos essa dobra, uma curva abrupta, em descida tal que nos rouba o fôlego – é nesse ponto que a cruzada finalmente faz sentido. É quando os “defeitos” se desabrocham em peculiaridades. É quando nós percebemos que não há defeitos, há um conjunto de fatores que é nada além de nós mesmas.

Sou eu, meu rosto, meus traços e minhas singularidades. Que eu posso, sim, corrigir, colorir e aprimorar. Eu posso travestir, disfarçar, fantasiar. Com a certeza de saber que um pequeno gesto e um bom demaquilante desmancha tudo e me devolve à mim mesma, eu e minhas pestanas quase transparentes.

E quanto mais “EU” eu me sinto, mais me aprecio. E mais eu quero explorar o mundo da maquiagem, mais quero brincar com meu rosto e minha imagem. Quanto mais eu me amo e me perdôo, mais amo também todas as possibilidades que a maquiagem me oferece – sendo que a mais doce delas é de ser eu mesma, toda ataviada em cores.

*********************************************************************************

De vez em quando gosto de chamar alguma pessoa que eu admiro para contribuir aqui no blog, diversificar, apresentar novas opiniões e compartilhar com vocês meu afeto por ela. Já escreveram aqui muitas amigas queridas e hoje é a vez da Renata, dona do blog Conversa de Beleza.

Não sei como, tempos atrás, caí no blog dela e me apaixonei. Renata não é blogueira, no sentido profissional. Ela tem a profissão dela e faz o blog por amor. É uma mulher linda, supreendente, correta e uma das mais inteligentes que conheço. Cada post dela é uma obra de arte, criada com todo o cuidado e atenção, repleto de informações extremamente úteis, que vem da sua paixão por maquiagem e de sua experiência profissional. 

Cada post novo que ela põe no ar tem tanta informação que não tem jeito, eu devoro! Sem falar no fato de que ela é uma pessoa do bem, sensata e extremamente consciente, em todos os sentidos. Minha admiração por ela é enorme e cada vez maior. Quem a conhece, entende perfeitamente o que estou falando. Quem ainda não a conhece, está na hora de entrar no Conversa de Beleza e se deliciar!

Quando a chamei para participar aqui, disse que ela poderia fazer o quisesse, porque tinha certeza de que sairia uma coisa muito bacana! Ela escreveu este texto lindo, poético, mas realista, da sua própria maneira de pensar a maquiagem e a si mesma. Com certeza, o texto reflete o que penso sobre a maquiagem, suas funções, seus limites. Espero que vocês tenham amado tanto quanto eu!

Re, agradeço muito a sua participação e a sua presença na minha vida. Você é uma mulher fantástica, primorosa, especial! bj,
Karen 

33 comentários:

conversadebeleza

Karen
Obrigada pelo convite. E pelas palavras, que me encheram os olhos de lágrimas.

Beijo grande.

Renata

Paula Taffuri

Karen e Renata: pelo menos pra mim, vocês são mulheres completamente diferente das blogueiras de hoje em dia.
Suas opiniões são verdadeiras e sem a jabazeira de hoje em dia.
Adoro vocês!

.lívia.

texto belissimo da renata mesmo!

miss m

Não sei se interpretei corretamente o texto, mas se assim o fiz, minhajornada não foi com maquiagem.Foi com o cabelo.Apesar de ser consenso que preconceito de cor no Brasil é errado, as pessoas simplesmente não notam que discriminar traços étincos de uma pessoa também é racismo...então...a luta começou pequena, com os meus cabelos...aos 15 eu notei q a coisa estava evoluindo, e além de só me sentir bonita com os cabelos alisados e escovados , eu estava desenvolvendo uma vergonha da raiz crespa.Cortei o mal pela raiz, literalmente: parei de alisar os cabelos. Usei afro.Minha mãe achou horrível.pessoas da familia debochavam. Mas tava nem aí.Mas não sei como, do início da vergonha, passou a ser orgulho.Meu afro volumoso passou a ser minha coroa, e eu , cada vez mais rainha de mim mesma.Aí, um belo dia...euolhei no espelho e achei q já tinha experimentado tudo. Mas nunca havia tido cabelos longos no sentido da coisa, tipo, caindo pelos ombros, pq o afro"só cresce para cima" né?aí resolvi relaxar para que ele "caísse".Mas com umamudança fundamental: eu fazia pq queria. Não havia vergonha na minha raiz. Eu aceitei finalmente que sim, meu cabelo era volumoso, era afro, era cabelo de negro- assim como eu. E engraçado, que foi apartir daí que eu passei a entender melhro como cuidar do meu cabelo!Passei a gostar de cudar do meu cabelo.È cuidar e dar atenção a mim.Mas o que quer que eu faça no meu cabelo agora, é apenas uma mudança, sem querer ser outra coisa ou pessoa, sem querer deixar de ser como eu sou, Maurine,negra, linda e miscigenada- como quase todo mundo no Brasil. E sem vergonha nenhuma das minhas características.O que fez toda diferença do mundo na minha vida.

miss m

desculpe o testamento viu?Bjs!

Beth

Que texto lindo e verdadeiro.

Danielle Castaldelli

Olá Karen
Show demais o texto, me identifiquei bastante, e com certeza outras garotas que lerão sentirão a mesma coisa!!
Beijos

Unknown

Karen:
Parabéns triplo: o primeiro pela iniciativa da realização dos convites a estas suas convidadas especiais; o segundo pela escolha desta convidada em especial, que é a Renata, pessoa a quem eu aprendi admirar também depois de conhecer e acompanhar o blog dela, até mesmo apresentando meus comentários em alguns posts; e o terceiro parabéns é por ter conseguido que a Renata lhe presenteasse, e consequentemente a nós também, com um texto tão interessante e completamente limpo e transparente como a Renata é... sem maquiagem nenhuma rsrsrs. Um abraço, Vanda (não blogueira mas adoro maquiagem e acompanhar posts tão interessantes, dentre eles os seus também!!)

ba

gostei mesmo dessa poesia,realidade
muito linda!!

Lu Torido

Adorei. Já adoro a Renata, e agora quero estar mais por aqui com a Karen, pois elas mostram a diferença de tudo que vemos por aí.

Parabéns.

Dani Cano

Amo o "conversa de beleza". A Renata consegue nos fazer ver a maquiagem de outra forma. É simplesmente delicioso ler o blog dela todos os dias.

Valéria Portilho

Karen e Renata, vcs estão de parabéns!
Sou seguidora dos dois blogs e amo ler
os posts das duas. Sou fã incondicional das duas e não podia deixar de expressar minha gratidão pela ajuda que me prestam com o conteúdo dos posts. Continuem brilhando!!!

Melina Portugal

Não poderia esperar nada diferente da Renata. Adoro o blog dela!

Magali Tarô

Eu já admirava o trabalho de voces duas. Agora gosto ainda mais. Lindo seu texto.
Beijos meninas.

Deize

Meninas, Karen e Renata,

vocês duas são as minhas leituras preferidas nessa blogosfera já tão ocupada.

Obrigada por nos presentear com seu conhecimento, inteligência, sensibilidade e amor à imagem, à maquiagem e às suas leitoras.

Beijosssssssss!!!!

Mimi La Rose

as minhas duas blogues brasileiras preferidas tu é a Renata :)

Adorei o texto, revejo-me nele e espero mui muitas mulheres ao lerem este belíssimo texto se encontrem, se perdoem e desfrutem assim das cores e dos pincéis...

Senhorita L.

"...a mais doce delas é de ser eu mesma" Isso foi o melhor de tudo. bjos

Gansoh

Sou fã de carteirinha do conversa de Beleza e a Renata é, literalmente, minha ídola! Texto repleto de tudo o que eu sinto pela maquiagem mas não consigo expressar. Karen, Renata, ler isto me ajudou a compreender um pouco a mim mesma... A não me sentir tão culpada por usar à minha maneira ferramentas que podem ser tão destruidoras de nossa auto-estima, de nossa confiança...

E saber que posso usá-las para o meu próprio bem, para agradar a mim - e apenas a mim... Isso sim é verdadeiramente fantástico! Não ser dependente, não se envergonhar de ser como é... Reconhecer a beleza da imperfeição e ignorar os padrões nojentos e preconceituosos...

Lutar contra as ditaduras que nos oprimem, não dar ouvidos às baboseiras às quais tentam nos submeter, consumir conscientemente e não deixar que explorem nossos desejos.

Tudo isso é Conversa de Beleza!

Ah, Miss M, e parabéns para você! É realmente nojento o racismo enrustido na alma dos brasileiros. Odeio muito tudo isso!


Beijos, Karen, Beijos, Renata!

Vocês são demais, e seus blogs funcionam como um porto seguro neste oceano de baboseiras e falcatruas.

Continuem sempre assim!

Carol - Be Dorothy -

AMEI...Simples assim! Um beijo pra vc e pra Renata...duas pessoas que, mesmo conhecendo só por aqui, eu admiro MUITO!

Andrea

Karen,
eu já sou velha seguidora do blog da Renata, e fico cada vez mais impressionada com a sensibilidade e o profissionalismo dela ao escrever sobre a vida e maquiagens. Não conhecia seu blog mas com certeza me tornarei sua seguidora, também, porque se você a convidou, com certeza, deve se tão competente quando ela!!! PARABÉNS!!! BJSS

BeautyInLuv

PERFEITO! Parabéns :)

http://beautyinluv.blogspot.com.br/

Anônimo

Parabéns,post incrível !

Anônimo

Amei o post! Além de ser uma mulher linda, a Renata cativa a todos por seu conteúdo. Tem como ler um testemunho desse e não se encantar? Leio o conversa de beleza todos os dias desde que conheci.
Gostei muito de ler o comentário da miss m também, parabéns pelo crescimento pessoal.
Confesso que ainda não sou tão sábia como vocês, ainda não fiz as pazes com o espelho, ainda o encaro com muitas críticas... mas eu chego lá.
Elê

Denise Mercedes

Lindíssimo o texto da Rê!

Nossa, me emocionei - que eu sou manteiga derretida -!! Ler minha amiga querida se dando e se encontrando em tantos desencontros da vida foi muito bom!
Também me emocionei, pois acho que tenho muitos sentimentos parecidos e realização comigo mesma através da maquiagem.
Certamente é compartilhar esse desejo de busca e encontro (de nós mesmas e tb do outro) que nos aproxima tanto! Me sinto assim em relação à vocês, Renata e Karen! Parabéns pelo lindo post!
Beijo grande!

Dáfni

A Renata escreve muito bem! Lindíssimo texto!

Beijos

Ju

Muito bonito e profundo o olhar da Renata! Acho importante este tipo de relato para ajudar as pessoas a se aceitarem como são de fato, e não buscarem uma beleza padronizada e plastificada! beijos, ju

Sandra

Adorei o texto! Eu sigo o blog da Renata há algum tempo e adoro a abordagem que ela tem à maquilhagem. Parabéns Karen pela escolha fantástica!
Bjs

Anônimo

Assunção!
Amei o post, foi em forma de poesia e reflexão. Pode continuar chamando pessoas que você queira Karen, pois eu gostei do espaço que destes a Renata, dona do blog Conversa de Beleza.
Respondendo também a Miss M: também gostei do seu testamento, é bom quando aprendemo a gostar de nós mesmas. (Tentei responder a Miss m embaixo da mensagem, mas não consegui).

Antonia

Mais um texto lindo da Renata! Karen, muito legal essas colaborações!
beijos
Antonia

Andreza Arias

Vocês duas são um exponente na blogosfera de beleza. Estou montando um blog, sou jornalista e maquiadora, mas me decidi que só o divulgo se for para ter essa qualidade. É claro que não o terá, logo no começo, mas o "patamar" de vocês é o meu alvo.

Bjs

Karen Lommez

Fico feliz que TODAS vcs tenham gostado deste texto incrível e que gostem da Renata e do blog Conversa de Beleza como eu! AMO! BJ

Gigi

Sensacional, nem tem o que dizer!

Bjukas!

www.unhasetudo.blogspot.com

Rosa Maria

Meu Deus, que texto bem feito, que sabedoria no uso das palavras. Sem demagogia eu realmente me emocionei com esse texto. Quase consegui tocar no sentimento dela ao escrever.
Perfeito.

Postar um comentário

Quem quiser fazer uma pergunta reservada, favor entrar na página CONTATO

------------> ATENÇÃO: Se você deseja apenas deixar link para fazer propaganda do seu BLOG ou propagandas de PRODUTOS (SPAM) sem qualquer comentário relevante ao tema tratado em determinado post, saiba que seu comentário não será aprovado.