Como comprar de forma consciente - base, corretivo e pó.



Maquiagem é um assunto que desperta paixão entre as mulheres e, por essa razão, induz frequentemente a compras impulsivas e até mesmo à compulsividade. Falo por experiência própria,como já comentei aqui com vocês. Sou uma apaixonada por maquiagem e uma pessoa infinitamente mais feliz desde que mudei radicalmente de profissão e de vida.

Muito antes de pensar em ser maquiadora, eu já usava maquiagem. Na verdade, desde a infância eu brincava com maquiagens antigas da minha mãe e quando, já na faculdade, comecei a ter meu dinheiro, me tornei uma consumidora. 

Após tantos anos consumindo maquiagem e também observando minhas amigas e clientes,  pude perceber que não há nada mais recorrente entre as maníacas por esses produtos quase mágicos que as compras mal sucedidas, feitas por impulso. Elas resultam, na maioria dos casos, em gavetas cheias de produtos encostados - seja porque não correspondem ao esperado seja porque na gaveta do lado existem vários outros com a mesma cor e função.

Como maquiadora, preciso ter muito material de trabalho, uma grande gama de cores, texturas, efeitos e acabamentos para criar e atender aos desejos das clientes. Contudo, mesmo um maquiador profissional não precisa ter tudo o que existe no mundo e deve resistir à tentação de acumular inúmeros produtos semelhantes de marcas diferentes ou de tonalidades ligeiramente diferentes. O efeito deles na pele pode ser tão parecido que é impossível distinguí-los.  Produtos têm validade e misturas fazem parte do cotidiano do profissional.

Muitos debates com amigas maquiadoras me ajudaram , com o tempo, a perceber que é fundamental aprender a controlar a paixão e fazer compras mais conscientes. Atualmente, tenho comprado muito menos maquiagem e investido sempre em produtos de ótima qualidade e naqueles que oferecem alguma inovação em termos de textura, fórmula, acabamento e efeitos.

Quem não é profissional e custa a acabar com um batom, com uma sombra ou qualquer outro produto, deve ficar ainda mais atenta para não jogar dinheiro fora com produtos que estragam antes mesmo de serem testados. E independente de ser maquiador(a) ou não, todo mundo deve se impor limites nas compras, por motivos óbvios.

Todo ano centenas (ou até milhares) de novos produtos são lançados no mercado de cosméticos, a publicidade sobre os lançamentos nos fazem desejar as novas soluções definitivas do momento, mas a maioria desses produtos são mais do mesmo. 

Assim, este post tem como objetivo dar algumas dicas simples, mas que auxiliam demais na missão de comprar conscientemente.

Conheça-se! Essa frase resume todas as dicas deste post. 

O primeiro passo para se fazer compras bem sucedidas de maquiagem é conhecer seu rosto, sua pele (tipo, tom, subtom, textura), seu estilo pessoal e suas características morfológicas, além de conhecer claramente suas expectativas quanto a um produto.

Obviamente, conhecer bem o produto que vai ser comprado também é essencial. Não adianta se conhecer e procurar o produto ideal se você não sabe o que determinado produto oferece e qual sua indicacão.

Nem tudo que achamos lindo quando vemos nas modelos, nas atrizes, nas revistas e na tv, ou mesmo nas amigas, fica bem quando aplicamos no nosso rosto, na nossa pele. Entender o que nos favorece e o que nos desfavorece é um passo fundamental para fazer boas compras. 

1 - Escolhendo a base


Já me cansei de ver mulheres dizendo que não usam base porque base é artificial ou porque base não cobrem suas imperfeições. Generalizam os aspectos negativos das bases que elas experimentaram e que não correspondiam às suas necessidades. Logo, consideram toda base ruim ou continuam insistindo em encontrar a sua naquela linha ou marca cujos produtos não combinam com sua pele.

Para se comprar a base dos sonhos, é preciso ter em mente vários aspectos: tonalidade, cobertura, acabamento e tipo de pele. Sem adequar a base às características e às necessidades da sua pele e do seu gosto, dificilmente a compra será um sucesso.

Observe-se no espelho atentamente, observe-se sob diferentes luzes (natural, artificial branca, amarela, sob o sol), compare-se com outras pessoas. O objetivo aqui é perceber que não apenas seu cabelo ou seus olhos têm cor - sua pele é uma cor. Não basta saber que é clara, morena, mulata, negra, amarela, vermelha.

Qual a cor da sua pele? Ela poderia ser, por exemplo, marfim, cor de pêssego, rosadinha, branquíssima, bege dourada, acobreada, negra fria (bem escura e fechada), negra quente (mais amarronzada, chocolate). De uma forma geral, ela pode tender mais para o amarelo ou mais para o rosa (subtom).

Na comparação com outras pessoas conseguimos entender melhor o tom e o subtom de nossa pele e, então, escolher a base correta. Nas luzes das lojas de maquiagem, eu pareço bastante amarela e, mais de uma vez, comprei bases de subtom amarelo-dourado indicadas pelas vendedoras. O resultado era sempre estranho, pálido.  

Perto do meu pai, que é pink de tão cor de rosa (como muitos norte-americanos) sou mesmo amarela. Porém, na comparação com outras pessoas, percebi que minha pele bem clara é rosada e encontra a cobertura perfeita e a aparência saudável em bases de subtom rosado (como a NW20 da M.A.C). Uma amiga que tem a pele bem dourada e, portanto, de subtom amarelo, sempre diz que sou rosinha e foi justamente na comparação entre nós duas que ficou definitivamente evidente para mim essa característica da minha pele. É muito mais difícil termos uma percepção objetiva de nós mesmos que dos outros. 

Outra coisa importante no tocante ao tom e subtom da base é nunca tentar ficar bronzeada com esse produto cosmético. O resultado é sempre feio e artificial. Não caia no apelo do bronzeado tropical das vendedoras e da publicidade, pois não é com a base que você conseguirá esse efeito.

Para o dia-a-dia a base deve ser do tom exato da sua pele. Se a linha que você compra tiver poucas tonalidades de base, considere comprar duas para realizar misturas e obter o tom correto. Caso você tome sol e tenha cores diferentes ao longo do ano, é importante seguir a mesma regra: uma base mais clara para a pele de inverno e uma mais escura para a pele de verão. Misturas em diferentes proporções de acordo com o desbotamento e o escurecimento da pele em períodos intermediários. 

E antenção: uma base mais clara e uma mais escura não significa A base mais clara e A base mais escura da marca de sua preferência. Obedeça seu tom e seu subtom igualando as bases a seu tom mais claro e a seu tom mais escuro. 

A base para festas e eventos à noite, em que você provavelmente  será fotografada com flash, pode ser ligeiramente mais escura que o tom da sua pele, sendo suavemente esfumada na linha da mandíbula em direção ao pescoço. Esse cuidado evita a famigerada e temida "cara branca", que destrói qualquer lembrança de uma festa maravilhosa! Se você tem apenas uma base, pode criar esse efeito com técnicas de contorno (ver aqui), feitas com pó bronzeador sem brilho ou com pó compacto ou facial um ou dois tons mais escuro que o da sua pele. 

Quem escolhe base por catálogo corre grande risco de errar na tonalidade e de sair mascarada nas fotos (máscara mais clara ou mais escura). Quem escolhe base no pulso, no dorso da mão ou em qualquer outro lugar que não seja rosto ou pescoço também tem muita chance de errar.

Base se escolhe na linha da mandíbula, evitando as áreas mais pigmentadas, manchadas ou avermelhadas da pele, caso você tenha rosto e pescoço com tonalidades bem próximas. Para as que têm diferenças notáveis de coloração entre rosto e pescoço, teste a cor no pescoço. A base que sumir está na cor ideal, que deve ser aplicada no rosto para homogeneizar o tom.

Em relação à cobertura, decida-se: você deseja pele leve e natural, pele corrigida e natural ou pele super corrigida? Você encontrará no mercado todo tipo de cobertura em bases líquidas (exceto nas muito fluidas), cremosas e compactas. Em geral, as bases líquidas são as de cobertura mais baixa, as cremosas oferecem cobertura intermediária e as compactas alta cobertura das imperfeições. Em geral...

Hoje existem bases líquidas de alta cobertura e de efeito bem mais natural que as compactas. Então, pesquise muito por boas bases antes de comprar, buscando exatamente a cobertura que deseja. Uma pessoa que é adepta da naturalidade, jamais ficará satisfeita com uma pele "reboco". Já uma mulher que sofre com grandes manchas provavelmente vai preferir a pele bem corrigida a uma pele natural... Conheça suas expectativas e procure a base que corresponde a elas, pois base não "é tudo igual".

O acabamento também deve ser levado em conta. Existem bases matte (opacas), que deixam a pele aveludada e sem brilho. As bases acetinadas (satin finish) não são opacas nem "molhadas", têm um leve brilho que lembra o viço natural das peles bem jovens. Existem também aquelas que têm acabamento luminoso, com pequenas partículas invisíveis refletoras de luz e outras de aparência molhada, como a Face & Body da M.A.C. Bases de longa duração têm uma textura que lembra uma cola e têm acabamento mais pesado e seco, marcam mais as imperfeições, mas duram o dia todo.

Em geral, mulheres de peles oleosas preferem bases matte, que não lembram em nada o temido brilho de oleosidade. Mulheres de pele madura adoram o viço das bases acetinadas ou levemente refletoras de luz, mas fogem de brilhos intensos que destacam justamente os pontos que querem amenizar, como linhas de expressão, rugas, flacidez e poros dilatados. 

Acabamento muitas vezes está ligado à indicação de tipos de pele, como comentado acima. Uma pele seca não receberá tão bem uma base de longa duração ou uma base muito opaca como a pele oleosa, por exemplo. Muitas vezes, as marcas sinalizam nas embalagens para que  tipo de pele aquela base é indicada. Seguir essas indicações é de grande valia para a compra sucesso.

2 - Escolhendo o corretivo

Em relação ao corretivo, ele existe em forma líquida, cremosa e compacta (bastão), assim como as bases. Seguem a mesma lógica geral de quanto mais densa a textura, maior a cobertura. 

Como são aplicados em olheiras e em espinhas e manchas, a textura da região deve ser levada em conta no momento da escolha dos corretivos. Pessoas que têm muitas linhas sob os olhos, ou bolsas, devem optar por corretivos líquidos, mais leves e hidratantes e que evitam dar textura empapuçada aos olhos. Corretivos em bastão são muito secos e funcionam melhor para peles bem lisas e mais oleosas. 

Outro ponto importante é saber escolher a tonalidade certa do corretivo. Aqui dou dicas importantes para quem não é profissional, não tem conhecimento do círculo cromático e se confunde na hora de usar corretivos coloridos. Corretivos com tons de pele resolvem o problema sem complicação.

3 - Escolhendo o pó

Em relação à compra do pó, ele deve ser do tom da pele. Um pó um pouco mais escuro serve para fazer o contorno e criar um jogo de luz e sombra bacana que evita que o rosto saia chapado nas fotos com flash (dicas sobre contorno aqui).

Tenha um pó para a pele do inverno e um para a pele do verão, ou seja, siga as dicas da base, misturando os dois pós em momentos em que a pele tem tonalidades intermediárias. A mistura é feita na aplicação, sobrepondo camadas dos dois produtos.

Quem tem pele mais seca, deve usar muito pouco pó, apenas para fixar a maquiagem. Do contrário, o efeito fica pesado. Dando aulas de auto-maquiagem percebi que muita gente evita certos produtos por não saber aplicá-los. Nem sempre o produto é que é ruim, muitas vezes é o modo de aplicação que não proporciona o resultado ideal.

Peles oleosas se dão bem com os pós translúcidos brancos, que são feitos de sílica e absorvem muito mais a umidade da pele, mantendo-a sequinha por mais tempo. O único cuidado a ser tomado é que deve ser ultra esfumado e aplicado em pequenas quantidades para evitar aquelas terríveis manchas brancas que só aparecem em fotos com flash.

Peles mistas pedem mais pó nas áreas oleosas e pouca quantidade nas secas. 

As funções dos pós com cor de pele são dar mais cobertura, fixar e matificar (tirar o brilho) a pele. Os pós translúcidos não dão mais cobertura e, por isso, proporcionam um acabamento mais natural.  

Para finalizar este post enorme, uma dica preciosíssima e muito simples: invista em bons produtos, seja maquiadora ou não.

Mais vale um produto caro de excelente qualidade, que vai ser usado até o final do que produtos baratos e meia-boca que nunca satisfazem sua necessidade e que acabam encostados. Muita gente não compra produtos de grandes marcas porque o investimento é alto, mas compram constantemente produtos mais baratos na busca do resultado perfeito. Acreditem, é muito mais econômico ir diretamente naquele produto dos sonhos (desde que testado e pesquisado). 

Claro que nem todo mundo tem condições de gastar tanto com maquiagem, mas vale fazer uma economia ou pedir aquela base perfeita de presente de Natal para o Santa! Se você somar todos os pequenos gastos de 15, 20, 30 reais que faz em poucos meses na esperança de achar um bbb, entenderá o que eu falo. 

Isso não quer dizer que todo produto barato é ruim. Quem lê o blog sabe que sempre mostro produtos acessíveis de boa qualidade. Entretanto, no mercado nacional, sabemos que uma grande parte dos produtos de baixo custo não apresentam alta qualidade. A justificativa é simples: produtos de alto desempenho requerem matérias-primas de alta qualidade, muitas vezes caras, e muito investimento em pesquisa e em desenvolvimento. Embalagens luxuosas e resistentes e publicidade sofisticada também entram no custo desses produtos, assim como a mística de uma grande marca.

Por tudo isso, acredito que em produtos essenciais como os de pele, principalmente em relação à base, vale muito a pena gastar mais. Lembre-se, não se trata simplesmente de gastar dinheiro, mas de investir no melhor resultado possível!

Ah, já ia me esquecendo da dica mais importante de todas: só compre produtos de pele após testá-los na sua e verificar o resultado. A única forma de acertar sempre nas compras é essa. Se você não tem acesso a uma loja da marca que deseja testar, peça emprestado para uma amiga, experimente quando for maquiar com um profissional, dê um jeito! 

Nada de me mandar email dizendo que tem o tom de pele da fulana de tal e pedindo indicação de base, corretivo e pó da M.A.C, heim? rsss Isso nunca dá certo!

bj

Fotos: Reprodução

17 comentários:

Júlia Vaz Tostes.

Ótimo post Karen, falou tudo!
Amei as dicas!
^^
Bju bju!

Sthefany De Jorge

Muito bom! Adorei o post!
Apesar de longo, não é cansativo!
Essas dicas são valiosas! Realmente concordo com você que temos que nos controlar...Logo que resolvi que iria maquiar, comprei um monte de produtos e depois fui comhecendo mais e mais e fui querendo comprar mais e mais...haha Já coloquei muito produto fora! Mas já aprendi a me controlar!

beijãooo

www.sthefanydejorge.com

Vi Furrati

Ótimas dicas!

oblogdafenixx.blogspot.com

Cynthia

Nossaaaa! Que post ótimo! Realmente muito esclarecedor!

Adorei a indireta direta de não mandar o e-mail pedindo a dica do trio da MAC. hahaha

Vou seguir seu conselho e investir em qualidade!

Beijo.

Ana Matias

O melhor e mais completo post que eu já li sobre o assunto! Ainda mais porque vem de alguém em quem eu confio! Parabéns!!

Karla Cristina

Karen, Karen!! Cadê o link das técnicas de contorno do rosto?! DX
Posta aí, por favor! No texto não veio...
Ah sim, ótimo texto, ótimas dicas. Obrigada. ^^
Bjo!

Mei Granghelli

Karen... e quando a zona T é oleosa por natureza e a própria pele "expulsa" os produtos? =~~~~

Não consigo usar pó por isso, a pele fica mais oleosa do que o normal com o uso dele (tipo, um tiquinho do blot ou um pó branco da elf)
com base quase a mesma coisa... a única q consegue se dar bem com minha pele é a habitual da linha Intense... e por vezes a studio fix (nc20, q comprei na cor errada ¬¬ sou amarelada, mas ela ficou amarela DEMAIS pra mim)

Sento e choro ou tenho esperança? =P

Lu

Ótimo post! Obrigada!

Anônimo

Comentário pra Karen: Se puxou hein Xará! Ficou show! Só top dicas!
Tenho algumas perguntinhas, posso?!
Como maquiador avalia/pensa nas cores pra fazer as misturinhas de sombra, blush, batom nas clientes?! ...se conseguir resumir ótimo, se não... pode até fazer um post (isso se não achar minha pergunta idiota, claro ^^)
“bases matte” Matte não tem plural? Bases mattes... até soa estranho mesmo.

bjão
Kaa

Jeh Galvão

Nossa! Tudo verdade!
A palavra de ordem realmente é CONHEÇA-SE, e pesquisar também é fundamental :)
Excelente esse post! o/
Beijos, Jéssica Galvão {Hora da Make}

Mei Granghelli

@Anônimo posso me intrometer numa coisinha? =P acho q como matte é uma palavra estrangeira não tem plural na nossa língua mesmo =) como alternativa... poderia usar foscas ou opacas ;D

Zilandra Batista Rodrigues

EI LINDA...PARA UM POST DESSE TEMOS QUE BATER CONTINENCIA RSRSRSS
SIMPPLESMENTE SUPER ESCLARECEDOR..SOU SUA FA~~NE, SEMPRE COMNETO MAIS SEMORE TO VIGIANDO RSRSRS
BJS LINDA,,TE CONVIDO A CONHECER MEU BLOGGER TEM SORTEIO LA,,SERIA UMA HONRA PARA MIM VC LA BJSSS
http://zilandramakesb.blogspot.com.br/2013/03/sorteio-6-meses-zilandra-makes.html

Laryssa Lacerda

Nossa, eu AMEI as dicas Karen. Eu uso a NW20 da MAC mas eu acho que ela fica meio amarelada em mim, fica meio diferente, um pouco mais "escura" que a minha pele. Porque pro corretivo eu uso o NW20 tambem e fica perfeito, mas a base não... Mas como eu gosto da cobertura dela eu uso ela mesmo e passo um pó mais claro pra ficar bom, mas não fica tão bom mesmo assim. Voce sabe qual eu poderia usar?
beijo!

www.themelodyinside.com

Anônimo

Eu também acho que é legal investir em produtos de preparação da pele,os secundários vai do mais baratinho ao luxuoso! E odeio que aqui no Brasil as marcas mais acessíveis não tem, em geral, boa qualidade nesses produtos!

Pati Quental

Dicas incriveis!
Acho que nunca tinha encontrado um post tão completo a respeito disso.
Produtos pra pele são fundamentais e escolhas erradas podem colocar tudo a perder.
Lendo e relendo!
Ameeei!
www.doce-feito-pimenta.blogspot.com.br

Laina

Ótimo texto. Muito bem escrito e com dicas valiosas.

Anônimo

Oi acompanho o seu blog mas nunca comentei, essa sera a primeira vez! tenho uma duvida!o meu pescoço é mais claro que o meu rosto, ja meu corpo é mais escuro que o meu rosto, devo comprar base baseada onde? no meu rosto, ou pego um tom mais escuro e combino com meu corpo??

Postar um comentário

Quem quiser fazer uma pergunta reservada, favor entrar na página CONTATO

------------> ATENÇÃO: Se você deseja apenas deixar link para fazer propaganda do seu BLOG ou propagandas de PRODUTOS (SPAM) sem qualquer comentário relevante ao tema tratado em determinado post, saiba que seu comentário não será aprovado.